32 • Parque de La Villette, 001 • Paris (75019) (Fr.) • Arquit. : Bernard Tschumi, (desde 1986) • (Foto 2009)

“Escrever uma invenção do tempo”

No nordeste de Paris, em meados da década de 1980, a ideia era criar um espaço capaz de reequilibrar a cidade com um polo de atração para as cerca de sessenta nacionalidades e etnias que a povoam. Este bairro pobre da capital ia reunir, num concurso internacional, mais de seiscentos concorrentes conscientes dos desafios urbanísticos de tamanho projeto, o primeiro dessa dimensão, quase um século após as grandes modificações de Haussmann. Era preciso pensar a cidade do século 21. Bernard Tschumi, ganhador daquele prestigioso concurso, venceu ao fabricar um novo trecho de cidade. Aberto, acessível, múltiplo e viável. Não há cercas, portanto, não há fechamentos noturnos, grandes espaços de grama cortada que podem ser apropriados por músicos, famílias, casais ou esportistas, em função de suas necessidades entre os locais de atrações culturais (teatro, shows, cinema ao ar livre, exposições, Cidade das Ciências). Um gigantesco potencial desenvolvido com a ideia que pensar o outro é, antes de tudo, encontrá-lo. Apesar de todas as restrições que vêm tentando, desde então, modificar o uso, essa vontade inicial de desenhar um parque para múltiplos usuários consegue manter este pedaço de cidade, exceção única e exemplar na Europa, trinta anos após a abertura aos moradores.