43 • Jardim das Tulherias, 003 • Paris, (75001) (Fr.) • Paisag. : criado por André Le Nôtre em 1664, reabilitado por Pascal Cribier e Louis Bénech de 1991 a 1996 • Landschafstpark, 001 • Duisburg (47137) (Al.) Paisag. : Latz und Partner •
(Fotos 2011-2010)

Hic, nunc

Como pensar no presente ? Parece ser a pergunta que se fazem em comum Pascal Cribier e Peter Latz. Para um, no projeto de reabilitação do jardim mais famoso da França, o contrato implicava a inclusão no jardim de uma escultura contemporânea especialmente encomendada. Quanto a Cribier, em perfeita colaboração com o autor Giuseppe Penone, ele soube situar a obra, criando para ela o estojo/cercado que lhe dá vida. A obra não é mais colocada, como tantas outras, em cima de um paninho rendado, no meio da prateleira de uma lareira de mármore. Obra e cercado vivem pelo outro. A vegetação afaga a árvore de bronze com raro equilíbrio, revelando uma concepção do espaço infelizmente pouco adotada desde então. Para Latz, pensar a criação de um jardim no meio de siderúrgicas abandonadas decorre da mesma necessidade. Ao conservar partes inteiras dessas ruínas industriais, dá ao vegetal um poder de diálogo com a história do território. Ao ordenar o vaivém do olhar no meio do desastre humano, deixa ecoar duas temporalidades que cadenciam os princípios da evolução.